Valdemar Ferreira Ribeiro
...Navegando  nos Mares  do  Sul  ...  Observando  o  Norte
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

A SOCIEDADE NUMISMÁTICA PLANETÁRIA

O mais cego é aquele que possuindo instrumentos não quer ver .

Todos os humanos são frágeis energias físicas quando colocadas ao lado de, por exemplo , uma montanha , de um mar , de uma árvore gigante , de uma baleia , de um dinossauro gigante , e são mais frágeis ainda quando comparados com a lua , o sol e seu calor , os pólos norte e sul e seu frio , etc...

No entanto a mente humana pode tornar-se bastante perigosa e virtualmente poderosa pois é capaz de destruir uma vida humana pelo simples prazer de o fazer , é capaz de destruir uma montanha , um rio , uma floresta , as camadas de ozono , fazer experiências nucleares violentas , dizimar raças inteiras de seres humanos ou outros seres que ainda tinham muito para viver em seu espaço natural .

A sociedade humana ocidental , oriental e africana está envolvida pela emaranhada rede numismática dos cifrões monetários , o mundo da adrenalina , das altas velocidades , das altas viagens ...

Tome-se como exemplo a propaganda apresentada num canal televisivo americano convencendo as pessoas a fazerem ginástica no espaço fechado do lar pois não precisam mais de utilizar espaços fora de casa .

Através desta propaganda cria-se um mundo denominada "hodierno" , mundo que se supõe forte ao utilizar a expressão americana de "mais um dia mais um dólar" e que implícita ou explicitamente convida cada um a "fechar-se" em seu espaço caseiro , isolando-se , pois o mundo lá fora está contaminado e as horas e oras são ocupadas com números de cifrões .

O humor diário da maior parte dos seres humanos adultos urbanizados depende da quantidade de cifrões monetários amealhados vivendo-se permanentemente em erudições matemático/financeiras , qual delas permitindo um amealhar maior , e se assim não for contradiz-se a sociedade numismática dos cifrões e a felicidade não é alcançada .

Observando-se a sociedade humana no seu conjunto planetário identifica-se claramente um conjunto de características que a enquadram no mesmo estilo de vida , esbatendo-se as diferenças regionais cada vez mais .

É interessante "ler" a sociedade numismática planetária actual , no seu dia a dia , através dos telescópios planetários que são os canais televisivos internacionais , instrumentos que privilegiam uma análise profunda da psique humana .

Diante desses visores amplos que são os canais de televisão internacionais identifica-se claramente os estilos de uma sociedade global estressada pelos cifrões que não se importa com os meios utilizados para conquistar os fins financeiros .

As tensões psíquicas complicam-se entre os seres humanos manietados pela ditadura dos cifrões e enredam-se cada vez mais no exterior consumismo ditado pelo desejo do só para ele e , no máximo , para mais alguns que lhe estão próximos .

A sociedade numismática absorve e suga a energia da maior parte dos seres humanos urbanizados .

A sociedade planetária das estatísticas supremas , em todo o planeta , emaranhou-se de tal modo no "consumismo" que o ser humano tem de produzir permanentemente para satisfação dos "egos" influenciáveis pelas propagandas intensas e muitas vezes deturpadoras das naturais necessidades .

Parece impossível conter esta onda consumista e viver ou morrer transformou-se num comprar e vender e quem assim não preceder é considerado "inferior" pelo sistema social numismático .

É necessário nesta complexidade em que a humanidade vive observar os diferentes sub-conjuntos deste conjunto humano submetido à ditadura dos números e das estatísticas e captar a "mensagem" que cada um transmite com seu "modus vivendi" em seus diferentes espaços-tempos regionais .

Cada um constrói seu caminho .
Valdemar Ribeiro
Enviado por Valdemar Ribeiro em 03/10/2008
Alterado em 29/10/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.