Valdemar Ferreira Ribeiro
...Navegando  nos Mares  do  Sul  ...  Observando  o  Norte
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

A DEMOCRACIA PORTUGUESA

Muitos dos cidadãos que constituem a civilização ocidental ainda não percepcionam claramente os diferentes conceitos sobre democracia .
O conceito de democracia , na civilização ocidental , também é utilizado para servir interesses de lógicas pessoais , interesses de lógica não universal e muitas vezes tenta-se exportar para outras civilizações esses conceitos à ocidental .

O conceito de democracia é muito relativo e sua prática também e veja-se como exemplo a nação Dinamarquesa e a nação Portuguesa :

- Na Dinamarca há uma união de fato , bem identificada e perfeitamente clarificada entre os seus cidadãos e que se reflecte na maneira como se organizam e funcionam política e administrativamente no sentido de um bem comum nacional e respeito pela individualidade de cada cidadão inserido democraticamente num todo social , tanto assim é que uma Nação com poucos milhões de pessoas consegue ser uma das economias mundiais mais ricas e com sucesso exemplar , em muitas áreas .

- Em Portugal esta união é menos clara e não se reflecte tão profundamente na sua organização política e administrativa e em objectivos comuns e .

É possível constatar isso nas embaixadas destas duas Nações :
- Qualquer cidadão comum dinamarquês ao utilizar os serviços de todas as suas embaixadas é tratado como uma pessoa com plenos direitos e com grande respeito e dignidade .
- Em muitas embaixadas portuguesas os cidadãos comuns , que não pertencem ao Governo ou a determinadas elites , são tratados de uma forma por vezes vulgar e sem a dignidade de uma Nação milenar e com pouco respeito .
Esta comparação reflecte claramente as diferenças de atitudes democráticas e de evolução nas organizações governamentais , dentro das diferentes sociedades da civilização ocidental .

Se for analisada as diferenças democráticas entre os países mais desenvolvidos e menos desenvolvidos , nas sociedades ocidentais , constata-se que os conceitos de democracia , por vezes , são até contraditórios , tanto é assim que , muitas vezes , as leis dentro destes países são elaboradas de maneira conceitualmente opostas entre esses mesmo países .

Uma das grandes dificuldades dentro da Europa para se construir uma Constituição Europeia comum , é exactamente a maneira como as leis devem ser elaboradas e interpretadas pois os países mais desenvolvidos afirmam que não há necessidade de se elaborarem certas leis pois são redundantes ou desnecessárias e até contraditórias com a verdadeira democracia , enquanto em outros países há visões contrárias .

Na civilização ocidental , até sistemas políticos aparentemente semelhantes funcionam de maneiras bem diferentes pois as visões e interpretações das mesmas realidades são muito diferentes .

Antigamente a confrontação de ideias podia gerar uma atitude violenta mas ainda hoje a confrontação de ideias continua a gerar confrontações violentas desnecessárias .

É preciso mais sapiência e cautela para evitar tanto marulhar .

O povo português , em geral , é pacífico e quer evoluir mas a democracia a que se assiste em Portugal certamente não é dos piores exemplos mas também não é dos melhores pois é uma democracia insípida , sem estética , apática , pessimista , negativista , pouco empreendedora e com pouca sabedoria .

Qualquer pessoa pode observar esta democracia portuguesa sem sabor e sem sal e ainda pouco evoluída .

 
Valdemar Ribeiro
Enviado por Valdemar Ribeiro em 19/10/2009
Alterado em 25/10/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.