Valdemar Ferreira Ribeiro
...Navegando  nos Mares  do  Sul  ...  Observando  o  Norte
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


TEMPO

Tudo tem seu próprio tempo
Importante é estar atento

Todos os minutos são iguais
Correr até eles não os faz
Mais ou menos longos
São monotonamente ritmados

Apenas a mente se ilude
Quando o tempo a envolve
Criando desordem na ordem
Universal desta celestial nave

Meu progenitor espermatozóide
Um dia passou em minha vida
E hoje pesando graças a ele
Aqui estou neste meu ser

Em que os minutos se vão
Compassadamente ao vento
Nem mais nem menos tic-tac's
Eternos ritmos cardiacos

Amanhã se levantar este "tic-tac"
Continuarei o ritmo cadenciado ....
Tic-tic-tic-tac , tac-tac-tic-tac ...
Valdemar Ribeiro
Enviado por Valdemar Ribeiro em 09/07/2005
Alterado em 02/11/2018
Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.