Valdemar Ferreira Ribeiro
...Navegando  nos Mares  do  Sul  ...  Observando  o  Norte
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


PENSAMENTOS


Fernando Pessoa viveu seus heterónimos com profundidade, como se cada um deles fosse um eterno amor, e em nome desses heterónimos escreveu seus pensamentos.

Estes heterónimos foram personalidades conscientes em Pessoa.

É como viver vários amores , cada um na sua profundidade, sem tempo nem espaço ou seja , quando cada amor é vivido numa profundidade infinita, dentro de cada um, o tempo e espaço são relativos.

Cada amor, cada sensação, cada mergulho na essência de cada vivência individual ou em parceria, sem tempo pois o essencial é o instante ou instantes, permite construir, em em cada um, não uma mas diferentes vivências eternas, infinitas.

Cada uma destas vivências, sem importar o tempo, tornam-se obras de arte de extrema beleza.

O autor, em suas obras publicadas, LIVROS EM E-BOOKS OU PAPEL, se esforça em transmitir esse modo de sentir profundo.

Um dos seres humanos mais belos e profundos que viveu neste planeta e vive em cada um de nós, o cientista Stephen Hawking, inspirou os seres humanos mais atentos, com a consciência sobre os buracos negros e universos multi-versais e que também são vivenciados em cada ser humano, conscientemente ou não, na medida em que este se permite viver.

Cada ser humano constrói em si muitos universos e cada universo é importante, sem importar o passado, presente ou futuro.

E como diz o poeta maior Vinicios de Morais, cada amor é infinito enquante dure e sendo assim, cada amor é eterno em cada um, e cada um deles é um momento único.

Feliz o ser humano que se permite viver universos multi-versais.

Cada ser humano nasce sozinho, vive, e morre sozinho, nada mais do que isso, e precisa permitir viver em si os universos que lhe compete construir.


*  Imagem colhida na Internet
Valdemar Ribeiro
Enviado por Valdemar Ribeiro em 18/08/2018
Alterado em 08/10/2018

Música: Remembrance - Ernesto Cortazar

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar autoria de Valdemar Ferreira Ribeiro e o site www.valdemarferreiraribeiro.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.