Valdemar Ferreira Ribeiro
...Navegando  nos Mares  do  Sul  ...  Observando  o  Norte
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


PENSAMENTOS


Fernando Pessoa viveu seus heterónimos com profundidade, como se cada um deles fosse um eterno amor, e em nome desses heterónimos escreveu seus pensamentos.

Estes heterónimos foram personalidades conscientes em Pessoa.

É como viver vários amores , cada um na sua profundidade, sem tempo nem espaço ou seja , quando cada amor é vivido numa profundidade infinita, dentro de cada um, o tempo e espaço são relativos.

Cada amor, cada sensação, cada mergulho na essência de cada vivência individual ou em parceria, sem tempo pois o essencial é o instante ou instantes, permite construir, em em cada um, não uma mas diferentes vivências eternas, infinitas.

Cada uma destas vivências, sem importar o tempo, tornam-se obras de arte de extrema beleza.

O autor, em suas obras publicadas, LIVROS EM E-BOOKS OU PAPEL, se esforça em transmitir esse modo de sentir profundo.

Um dos seres humanos mais belos e profundos que viveu neste planeta e vive em cada um de nós, o cientista Stephen Hawking, inspirou os seres humanos mais atentos, com a consciência sobre os buracos negros e universos multi-versais e que também são vivenciados em cada ser humano, conscientemente ou não, na medida em que este se permite viver.

Cada ser humano constrói em si muitos universos e cada universo é importante, sem importar o passado, presente ou futuro.

E como diz o poeta maior Vinicios de Morais, cada amor é infinito enquante dure e sendo assim, cada amor é eterno em cada um, e cada um deles é um momento único.

Feliz o ser humano que se permite viver universos multi-versais.

Cada ser humano nasce sozinho, vive, e morre sozinho, nada mais do que isso, e precisa permitir viver em si os universos que lhe compete construir.


*  Imagem colhida na Internet
Valdemar Ribeiro
Enviado por Valdemar Ribeiro em 18/08/2018
Alterado em 08/10/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar autoria de Valdemar Ferreira Ribeiro e o site www.valdemarferreiraribeiro.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.